A Liberdade…

20 01 2012

Vivemos em um mundo, onde as pessoas anseiam por se sentirem livres, com isso, colocam a liberdade como que sendo um sentimento nas diversas formas de se expressarem, pensam que sendo do jeito que imaginam ser “livres de responsabilidade”, alcançarão a liberdade que tanto esperam, com isso acabam se esquecendo que agindo assim são cada vez mais escravos de si mesmo, e dessa forma correm o risco de se aprisionarem cada vez mais…, mas então o que é a liberdade? Onde buscá-la? Como alcançá-la? Difícil não!…, uma coisa eu sei, não é algo tão simples assim, não é apenas a expressão de uma emoção, não é uma via de mão dupla, que a medida que dou ao outro um pouco de mim tenho que receber algo em troca, se assim pensamos; corremos o risco de expressar a nossa liberdade e ao mesmo tempo estarmos aprisionando outros que podem não ter nada com nosso modo de expressar a “liberdade”. A liberdade está contida no saber olhar para as realidades, e saber distinguir o que é bom para mim e para os outros, sem interferir naquilo que não depende só de mim. Com isso aprendemos o lugar da liberdade, pois ela se encontra na não interferência, pois interferir é não deixar-la acontecer e ser ela mesma naquilo que ela precisa ser. Só se alcança a liberdade vivendo com os outros, pois como pode alguém ser livre vivendo sozinha, pois se a liberdade é conquista do ser do outro no que ele é, com isso, viver sozinho é ser prisioneiro de si mesmo, e alcançar a liberdade é ser na vida do outro o que gostaríamos que ele fosse na nossa vida com moderação, então a liberdade é moderação? nem sempre, mas faz parte de um todo que é complexidade, mas então o que é liberdade? Liberdade é saber interpretar o momento certo para cada coisa, esse é o começo da liberdade e ponto de partida para atingi-la.





Deus tem o melhor para mim

16 01 2012

È sempre difícil compreender essa verdade, que Deus tem sempre o melhor para mim e para você, embora não entendamos sempre essa realidade, mas é assim, ele tem sempre o melhor. Muitas vezes colocamos nossa vontade e a nossa verdade diante dele, e nada acontece do modo como planejamos, só que não é tão simples assim, por que o que aparenta ser melhor para nós, nem sempre é, existe até pessoas que também pensam da mesma forma que nos. Pensam somente o que aparenta ser. Por isso é preciso saber o que essencial e o que é acidental, e de tal modo fazer a separação dessas duas coisas distintas, e assim ficar com o essencial, pois quando olhamos apenas do nosso ponto de vista enganamos a nos mesmo e sofremos as conseqüências do acidental. O bom seria se cada um de nos, a cada momento entendêssemos que o acidente serve para montar um quebra cabeça, e dele sair o essencial. É preciso olhar para os fatos da nossa vida, para tudo o que é aparente de todos os lados, e perguntar a nos mesmo o que é o melhor, pois o melhor é quando temos a condição de nos comprometermos com a verdade que muitas vezes dói, mas que no final de tudo vai trazer a felicidade ao nosso coração, não felicidade de forma egoísta onde só eu vou ser beneficiado, mas também as pessoas que fazem parte dessa história. Em meio a essas idas e vindas em busca do melhor para mim, é preciso compreender que embora nada compreendendo, Deus tem o melhor para nós. E o melhor para nos é saber esperar com os olhos voltado para Deus, não se deixando levar pelo tempo que passa deixando algumas ausências.





Construir a Própria História

10 10 2011

Hoje eu convido você para fazer uma viagem, construir um roteiro, onde o roteirista não está muito distante, pois sou eu e é você, pois somos roteiros vivos que pelos caminhos que tomamos e andamos dizemos quem somos e onde queremos chegar, basta saber escrever. Mas para saber escrever esse roteiro é preciso querer fazer a experiência de tocar na própria história a cada momento vivido e também é preciso ver em cada passo dado, em cada situação acontecida à marca do que é Real, do que é verdadeiro; senão corremos o risco de tomar-mos um caminho contrário e ficarmos perdidos como estrangeiros em terras que não nos pertence; por causa das muitas ilusões, distrações e cenários que montamos na imaginação que não fazem parte do que é real. Por esse motivo a realidade precisa ser vivida a partir dos valores que constrói um novo ser. Por que as ilusões e cenários montados em nossa mente de nada servem, senão unicamente para nos confundir, daí temos que ter unicamente em mente que não podemos ser como um trem sem maquinista, descarrilhando que perdeu o rumo e está sem direção e que por isso, só restaram dele escombros e muito trabalho para repô-lo nos trilhos e reconstruir. A nós autores dessa história nos cabem ser sábios e colocar cada vagão um após o outro com o devido espaçamento e também andar com o trem da vida na velocidade permitida e ter também uma visão bem clara do que estar a nossa frente, para que possamos puxar o freio mediante o perigo. Com isso aprendemos que construir um roteiro é ao mesmo tempo fazer historia e aprender com os erros e acertos, nossos e dos outros. Mediante os roteiros da vida precisamos ser ousados, pois Deus nos capacita para tudo suportar, daí o que não podemos fazer é permitir que outras pessoas que nada sabem escrevam esse roteiro por nos; por isso que precisa que cada um seja autor de si e escreva de forma correta o que o complementa. Se arrisque, faça esse caminho, pois Deus nos dar esse potencial.





Feito de Escolhas

4 10 2011

Escolhas…  

Definição que diz do que somos a partir do que fazemos, e de tudo que existe e permitimos em nossas vidas. Até por que tudo que existe em nosso meio e na nossa vida por mais cotidiana que seja, está lá por algum motivo, por escolhas que foram feitas, ou seja, por que alguém de alguma forma teve que ser firme na hora de decidir por tal realidade, pois pelo simples fato de esta lá, isso já quer dizer que foi escolhido para ocupar seu lugar, isto quer dizer também que é importante. Em nossa vida não é diferente, pois cotidianamente temos que dar a nossa contribuição para isso acontecer, pois temos que opinar e escolher, tomar decisões e saber definir; por isso que cada  acontecimento na vida é importante, principalmente quando damos prioridade a um resultado final bem sucedido.

Certo dia em que andava por uma rua iluminada, deparei-me com um prédio muito bonito, onde seus azulejos combinavam com o jardim e suas belas rosas coloridas, tudo parecia ter sido arquitetado, então me dei conta que nada é fruto do acaso, daí entendi que tudo tinha sido bem planejado e que nada era acidental, para que no final fosse possível contemplar tão grande beleza, resultado; por isso que tudo foi escolhido com precisão.

   As escolhas geralmente influenciam em tudo na nossa vida, por isso é que a partir delas que dizemos quem somos; por tal motivo que antes de fazê-las precisamos conhecer um pouco para saber o que fazer, para que o resultado final não seja insatisfação. Com pessoas também é assim, antes que as deixemos entrarem em nossa vida é preciso conhecer seus valores e quais suas intenções, para que não causem danos em nossos valores e desvirtuem o que é verdadeiro em nós, para que assim verdadeiramente possam ocupar um lugar em nossas vidas; pois se fazemos essas escolhas de qualquer jeito, não desfrutamos do plano original de Deus.

   Precisamos saber que as escolhas serão sempre desafios que teremos que enfrentar e saber fazer, procurando colher a cada momento pedaços de cada fragmento que nos custa ser. Ser o que somos verdadeiramente cheios de valores que possa valer a pena.





Vale Mais um Silêncio Certo que uma Palavra Errada

28 09 2011

Geralmente, trazemos dentro de nos muitas palavras, muitas explicações não contidas naquilo que venha ser o real. Eu e você muitas vezes queremos ser aceitos e percebidos por aquilo que achamos ser ou fazemos, por que nos sentimos no direito de falar algo que somente está dentro de nos mesmo e assim sendo não falamos o que é o real; por esse motivo falamos tanto e erramos mais ainda, tal realidade nos faz acrescentar coisas que é unicamente palavras, daí apresentamos nosso currículo, dizemos quem somos e como somos; as palavras se misturam com nossas emoções e tantas reações e acabam nada dizendo do que é verdadeiro aumentando de tal modo nossos erros.

   Nisso o movimento do tempo vem e nos leva a olhar para nos mesmo e querer justificativas, pois pensamos somente no nosso eu, até por que somos extremamente racionais e calculistas em nossas palavras, daí não conseguimos identificar que palavras ditas de forma erradas machucam tanto, pois nos achamos no direito de tudo falar. Tudo isso por que esquecemos que as muitas palavras confundem. Tal realidade é uma possibilidade de descobrimos que somente o silêncio regado ao tempo tem o poder da concretização daquilo que existia como promessa e real. Silenciar é aprender com os detalhes observados, Silenciar é saber irrigar a sabedoria que existe dentro de nos, Silenciar é deixar nossos gestos falar aquilo que nossas palavras não conseguem dizer. Falamos muito, não deixamos ser dito algo que somente o silencio tem a capacidade de traduzir. Há momentos na nossa vida que somente o silencio fala por nos, cabe a cada um de nos deixar esse momento acontecer e falar por aquilo que ele é, minúcias que dão sentido.





Partida, Hora de Encontro

19 06 2011

Quando mergulho na partida como momento de encontro, consigo descobrir os muitos significados e facetas que tais realidades querem me revelar, pois quando falamos algo sobre encontro, pensamos logo somente no ato de encontrar uma pessoa ou alguém, e dar-lhe um abraço ou fazer-lhe muitos gestos significativos, isso é o que pensamos ser encontro, mas não o é, isso é apenas a chegada daquilo que estava longe de forma corpórea, e que acabou de chegar, isso é ausência de matéria viva, mas que acabou de se tornar visível e palpável a nossa frente. Encontro é quando apenas olhamos nos olhos de alguém, e sentimos que o outro carrega em si, talvez um pedaço de nós, embora não consigamos identificar, encontro é quando os gestos do outro nos fala mais que aquilo que as palavras conseguem expressar, encontro é quando nos colocamos no lugar do outro e sentimos as dores que ele está sentindo e daí nos compadecemos daquela pessoa acolhendo-a naquilo que ela é, sem nada cobrar, encontro é chegar a hora da despedida com uma pessoa que tanto amamos e não saber como agir e reagir, pois tudo se mistura nas nossas ações e reações, as lágrimas escorrem e fala por aquilo que ela é, e a vontade de estar junto se intensifica, mas é tempo de partir, pois tudo que foi vivido e experimentado com o outro é tão verdadeiro que já não se sabe quem é o outro e quem sou eu, isso é encontro, partir mas ao mesmo tempo está ficando no coração de quem se encontrou. Olhando para as diversas faces do encontro, percebo que encontrar é fazer vir a tona as coisas boas e licitas que estão dentro de nós, para melhor enxergarmos quem somos.





Rosas Pelo Chão

14 06 2011

Em um dia muito bonito de sol, caminhando pelas calçadas que nossos calçados pisam, deparei-me com um exuberante arranjo de rosas pelo chão, eram lindas rosas vermelhas, belas, bonitas, enigmáticas; parecia estar ali há pouco tempo, estavam jogadas, caídas abandonadas, sozinhas… Perguntei-me, como pode lindas rosas estarem dessa forma abandonadas? Nesse mesmo momento vieram muitas perguntas a o meu coração, o que realmente ocasionou para que aquelas rosas maravilhosas estivessem lá no chão como estavam, sujeita a todo tipo de situação. Pensei comigo mesmo, será que foram seus espinhos que a mesma contém que feriu alguém e o mesmo resolveu jogar fora? Não! Impossível! Sua beleza supera qualquer ferimento de um espinho. Será que alguém deixou cair quando levava para uma pessoa muito especial? Impossível! Pois tanta beleza não seria deixada despercebida. Será que um rapaz deu para sua namorada e ela a o receber não gostou? Não! Pois não há alguém insensível a tal ponto de não saber apreciar tanta beleza contida naquele arranjo de flores,… Depois de muitas perguntas e hipóteses, ouvi uma voz que dizia dentro do meu coração, essas lindas rosas vermelhas é uma forma de dizer que a cada dia é preciso valorizar as muitas situações que te permito viver, por que se não valorizar, elas serão igual a muitas rosas jogadas pelo chão, embora bonita, torna-se enigmática, pois o que não pode acontecer é que muitas coisas bonitas possam passar despercebidas por você. Não posso olhar para onde a rosa está, mas aprender com tudo que ela quer me falar.