Sentimentos e Palavras

17 03 2014

 PalavrasHoje amanheci com muitos sentimentos que me eram verdadeiros dentro de mim, parecia que meus olhos visualizavam tais movimentos sentidos; as palavras me vinham à boca, mas não consegui proclamá-las, pois tudo era tão intenso. De repente sem nada falar o silêncio tomou conta de mim, fui invadido quão profundamente por tudo que senti; o desejo naquele momento era que nunca passasse tal experiência, pois existe momentos que nos advêm que as palavras são apenas uma forma simbólica de tentar dizer, e se à tentamos falar, apenas conseguimos esvaziar o momento, elas apenas querem ser vividas sem nada dizer.

Há palavras como eu gostaria que você traduzisse tais sentimentos profundos vividos, gostaria palavras que você fosse certeira a atingir o alvo desejado do momento experimentado, traduzindo em linguagem corrente tanto movimento dentro de mim. Calmos sentimentos e palavras, tudo tem seu tempo. Tudo não passa se sentimentos que querem traduzir-se em palavras aprofundadas.

João Marques

Anúncios




Vale Mais um Silêncio Certo que uma Palavra Errada

28 09 2011

Geralmente, trazemos dentro de nos muitas palavras, muitas explicações não contidas naquilo que venha ser o real. Eu e você muitas vezes queremos ser aceitos e percebidos por aquilo que achamos ser ou fazemos, por que nos sentimos no direito de falar algo que somente está dentro de nos mesmo e assim sendo não falamos o que é o real; por esse motivo falamos tanto e erramos mais ainda, tal realidade nos faz acrescentar coisas que é unicamente palavras, daí apresentamos nosso currículo, dizemos quem somos e como somos; as palavras se misturam com nossas emoções e tantas reações e acabam nada dizendo do que é verdadeiro aumentando de tal modo nossos erros.

   Nisso o movimento do tempo vem e nos leva a olhar para nos mesmo e querer justificativas, pois pensamos somente no nosso eu, até por que somos extremamente racionais e calculistas em nossas palavras, daí não conseguimos identificar que palavras ditas de forma erradas machucam tanto, pois nos achamos no direito de tudo falar. Tudo isso por que esquecemos que as muitas palavras confundem. Tal realidade é uma possibilidade de descobrimos que somente o silêncio regado ao tempo tem o poder da concretização daquilo que existia como promessa e real. Silenciar é aprender com os detalhes observados, Silenciar é saber irrigar a sabedoria que existe dentro de nos, Silenciar é deixar nossos gestos falar aquilo que nossas palavras não conseguem dizer. Falamos muito, não deixamos ser dito algo que somente o silencio tem a capacidade de traduzir. Há momentos na nossa vida que somente o silencio fala por nos, cabe a cada um de nos deixar esse momento acontecer e falar por aquilo que ele é, minúcias que dão sentido.